Novos dados atestam maior coluna de óleo do poço de Carcará

31/05/2012

Em março de 2012 a BARRA ENERGIA DO BRASIL PETRÓLEO E GAS LTDA anunciou uma descoberta de óleo de alta qualidade em reservatórios do pré-sal na Bacia de Santos, no poço 4-SPS-86B (4-BRSA-971-SPS), conhecido como Carcará.

O prosseguimento da perfuração trouxe novos dados que reforçam a importância dessa descoberta, tendo até o momento comprovado uma coluna contínua de 171 metros de hidrocarbonetos em reservatórios de excelente qualidade. Foram coletadas amostras de petróleo de 32° API em testes a cabo em diferentes profundidades até 5.910 metros.

O poço, localizado a 232 km do litoral do Estado de São Paulo, em águas de 2.027 metros de profundidade, continua sua perfuração em busca do limite inferior do reservatório, e da identificação de outras possíveis zonas de interesse.

Tendo em vista estes resultados encorajadores obtidos até agora, o consórcio planeja novas atividades no Bloco a serem definidas ao final da perfuração e avaliação do poço, em linha com o Plano de Avaliação aprovado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A BARRA ENERGIA detém 10% de participação no Bloco, tendo como demais parceiros no Consórcio a Petrobras (Operador) com 66%, a Petrogal com 14% e a QGEP com 10%.

Para informações complementares, entre em contato com a Área de Relações Institucionais da BARRA ENERGIA :

Danilo de Luca

Telefone: 55 21 3037 2772

E-mail: danilo.deluca@barraenergia.com.br

www.barraenergia.com.br

Sobre a Barra Energia

A Barra Energia do Brasil Petróleo e Gás Limitada é uma empresa brasileira focada em exploração e produção de petróleo nas bacias sedimentares brasileiras. A empresa é liderada por profissionais brasileiros altamente experientes na indústria de petróleo do Brasil e do exterior, tendo como foco principal de atuação a área marítima (offshore) das bacias de Santos e Campos, tanto no Pós-Sal como na nova fronteira do Pré-Sal. Detém participações em dois blocos em águas profundas na Bacia de Santos, o BMS-8 (10%) e o BS-4 (30%), este último englobando os campos de Atlanta e Oliva.