Poço Carcará confirma grande potencial do Bloco BM-S-8, no pré-sal da Bacia de Santos

02/01/2013

Rio de Janeiro, 01 de janeiro de 2013

A Barra Energia do Brasil Petróleo e Gás Ltda (BE), comunica que foi concluída a perfuração do poço 4-SPS-86B, localizado no bloco BM-S-8, em águas ultra-profundas no pré-sal da Bacia de Santos, bloco onde ela é parceira do consórcio. Este é o terceiro poço perfurado na área do Plano de Avaliação da Descoberta (PAD) de Bem-te-vi.

O poço, informalmente conhecido como Carcará, identificou a partir de 5.742 metros uma expressiva coluna de pelo menos 471 metros de óleo leve de 31° API, e sem contaminantes como CO2 e H2S, sendo 402 metros em reservatórios carbonáticos de excelentes características de porosidade e permeabilidade. Diversos dados de pressão obtidos indicam que esses reservatórios estão interconectados.

Por motivos operacionais não foi possível atingir a profundidade final originalmente prevista de 7.000 metros e executar os trabalhos complementares de avaliação. O poço foi abandonado provisoriamente, o que permite a retomada da operação futuramente.

Os inúmeros dados coletados do poço, que incluem perfis, amostras laterais, fluidos e pressões, bem como análises petrofísicas, aliados ao conhecimento e experiência do operador Petrobras em testes de formação e de longa duração em reservatórios do pré-sal, reforçam a expectativa de um elevado potencial de produção para a descoberta de Carcará. Esta estimativa será comprovada com a continuidade das atividades exploratórias na área, que inclui a perfuração de um poço de extensão em 2013, quando será possível avaliar a produtividade dos reservatórios por meio de um teste de formação.

Relevante informar que dados já divulgados pelo operador do consórcio (Petrobras), baseado em seu “Plano de Negócios Petrobras para o período 2012-2016” e seu “Planejamento Estratégico para 2020”, indicam a produção do primeiro óleo de Carcará prevista para 2018 através da FPSO P-73, com a perfuração de poços de desenvolvimento ao longo de 2016-2017 pelas sondas Grumari e Bracuhy.

O Diretor Presidente da BE, João Carlos de Luca, afirmou que “o expressivo resultado obtido neste poço, aliado às atividades de desenvolvimento já em curso no Campo de Atlanta e a exploração do pré-sal no bloco BS-4, consolida a construção de um portfolio diversificado, de alto potencial, numa das bacias sedimentares mais prospectivas atualmente no mundo”.

No entender de Renato Bertani, CEO da BE, “mesmo sem a realização de testes de formação, previstos agora para o poço de extensão que será perfurado em 2013, a descoberta de Carcará se caracteriza como uma das mais significativas do pré-sal. O extenso programa de perfilagens, amostragens laterais, medidas de pressão e amostragens de óleo leve através de testes de formação a cabo, e as analogias com as demais descobertas feitas no cluster do pré-sal, são claros indicativos do alto potencial de reservas e produtividade desta acumulação. Talvez tão ou mais importante seja o fato de que esta descoberta demonstra a alta prospectividade dessa área do bloco BM-S-8, onde outras estruturas geológicas similares já foram identificadas”.

A Barra Energia detém 10% de participação nesse bloco, tendo como parceiros a Petrobras (operadora do consórcio) com 66%, Petrogal Brasil (14%) e Queiroz Galvão Exploração e Produção S.A. (10%).

Diante do potencial de Carcará, o consórcio solicitou à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) a extensão do prazo do PAD de Bem-te-vi, que venceria ao final de 2012. O consórcio aguarda decisão da ANP sobre o assunto.

Para informações adicionais, favor contatar a área de Relações Institucionais da Barra Energia:

Danilo de Luca
Fone: (021) 3037 2772
E-mail: danilo.deluca@barraenergia.com.br
www.barraenergia.com.br